Formação Continuada: compromisso da escola, direito e responsabilidade do professor atuante

Postado em 24/10/2012 por Renata Terra.

Com informações de Coordenadora Thaís Engelhardt Veronez Damasceno.

Visualizado 1136 vezes.


 

 

Deu-se início, no mês de outubro, a mais uma etapa de estudos, prosseguindo com o propósito de formação continuada no Centro Educacional São Camilo, no segmento do Ensino Fundamental I, buscando, a todo o momento, uma escola de ensino fundamental com equidade, que ofereça bom ensino e que prepare para os desafios da modernidade.

 

Mesmo sabendo que o professor tenha recebido adequada formação, a atualização é uma exigência da modernidade e que oferecer essa formação é o compromisso social da escola para que tenhamos educadores mais atualizados, competentes e eficazes.

 

Como já dizia o celébre educador Paulo Freire, em seus escritos  “A formação contínua é saída possível para a melhoria da qualidade do ensino, dentro do contexto educacional contemporâneo. Nova o bastante para não dispor ainda de mais teorias nutrientes, provavelmente, ainda em gestação. É uma tentativa de resgatar a figura do mestre, tão carente do respeito devido a sua profissão, tão desgastada em nossos dias. Ninguém nasce educador ou marcado para ser educador. A gente se faz educador, a gente se forma, como educador, permanentemente, na prática e na reflexão da prática.” (FREIRE, 1991: 58).

 

Sabendo da especificidade do supracitado segmento, no qual as crianças estão em processo de alfabetização e letramento, dar-se-á a importância de compreendermos melhor como elas são emersas nesse processo e daí a importância de estudarmos a aquisição da linguagem por nossas crianças, independente de sermos ou não professores de 1º ano. Somos todos professores das “séries iniciais”, séries essas que ensinam a criança a ler e escrever e devemos estar sempre em alerta para entendermos como elas aprendem para que possamos melhor ensiná-las.

 

Pensando em nossa formação e em metodologias inerentes ao PPP de nossa escola, surge a iniciativa de estudarmos, em conjunto, o processo de aquisição da leitura e da escrita e as estratégias de ensinagem do professor, para o constante êxito de nossas crianças.