Andando pelo Espírito Santo

Postado em 23/08/2013 por Renata Terra.

Com informações de Coordenadora Miria Azevedo Couto Brandão.

Visualizado 678 vezes.


 Aconteceu nos dias 15 e 16 de agosto um tour histórico, geográfico e cultural em Domingos Martins, Vila Velha e Anchieta com os alunos dos 6ºs anos.

 

Os alunos aprenderam que o município de Domingos Martins foi colonizado por alemães, pomeranos e italianos. Eles assistiram, na praça da cidade, à apresentação do grupo de dança Frohliche Kinder que, em português, quer dizer Crianças Alegres. Os alunos ficaram encantados com as coreografias e foram convidados a dançar junto com o grupo. Na Casa da Cultura e Museu Histórico, os alunos assistiram a um vídeo que contou toda a história do município e conheceram um acervo de fotografias, documentos, objetos e móveis que pertenceram aos imigrantes e descendentes de italianos, alemães e pomeranos.

 

Em Vila Velha, conhecemos toda a história do Convento da Penha contada pelo Frei Francisco. Depois desse momento de espiritualidade,  visitamos todas as dependências do convento e, os alunos se encantaram com a beleza do altar da igreja, sentindo  a paz que emana nesse local. Os alunos, a aproximadamente 154m de altitude, puderam visualizar uma grande parte da cidade de Vila Velha, paisagem única, vista sob ângulos privilegiados.

 

No município de Anchieta, os alunos tiveram uma palestra e assistiram a um vídeo que mostrou as normas de segurança para nosso passeio de barco acontecer de forma segura e conveniente. Vislumbramos durante todo o percurso de barco a vegetação formada por um extenso manguezal que compõe o rio Benevente.

 

Após 50min de “andanças” de barco, fizemos uma parada para conhecermos o Sítio Arqueológico das Ruínas Jesuíticas, conhecida também como Ruínas Misteriosas, onde supõe-se que tenha sido uma salina clandestina.

 

Os alunos tiraram fotos incríveis da beleza natural do Espírito Santo para realizarmos, em breve, nossa Exposição Fotográfica. Viajar assim é construir conhecimentos por meio da história, da experiência e do dia-a-dia das pessoas do local, além de consolidar a socialização, o trabalho em equipe, o incentivo à pesquisa científica e os valores da solidariedade, do respeito e do amor à natureza!