Via - Sacra emociona os alunos de 5º ao 7º ano

Postado em 22/04/2014 por Renata Terra.

Com informações de Coordenadora do Fundamental I e II, Miria Azevedo Couto Brandão.

Visualizado 632 vezes.


Os professores Rodrigo Abras e Lucivane Biccas, juntamente com a coordenadora Miria Brandão, organizaram uma Via-sacra para que os alunos e professores do 5º ao 7º ano entendessem que o Caminho da Cruz é proposto aos fiéis, não como um mero ensinamento histórico para que os cristãos aumentem a sua cultura e o seu saber, mas sim, para mover a piedade, fomentar o amor a Deus e a chama da oração. Portanto, o cristão não deve folhear a Via-sacra como se tratasse de um livro histórico, mas deve aumentar os seus atos de fé, esperança e caridade, mediante o percurso do Caminho da Cruz.

 

A Via-sacra ou Caminho da Cruz, é um caminho de oração muito importante, pois tem como objetivo principal levar as pessoas a meditarem naquilo que é fundamental no cristianismo: o mistério pascal de Jesus Cristo, a sua morte e ressurreição. Os últimos passos de Jesus na terra são representados nas quinze estações que compõem a Via-sacra, desde a condenação de Jesus à morte até a Sua ressurreição.

 

Em cada estação nós refletimos sobre várias questões do nosso tempo: pessoas que não têm uma vida digna, que sofrem com o abandono, que não têm seus direitos respeitados, que têm ausência de saúde, educação e qualidade de vida, pessoas que sofrem agressão de vários tipos..., mas percebemos que os gestos de solidariedade, por menores que sejam, possuem um significado muito grande. Eles ajudam a caminhar , dão forças para aqueles que vivem momentos difíceis. Esses gestos são um estímulo para que as pessoas encontrem forças para continuar a sua caminhada.

 

Nessa reflexão, pedimos a Deus que nos ajude a não sermos pessoas que fazem simplesmente o que convém para a sociedade, mas que sejamos pessoas realmente capazes de amar e servir ao próximo, que sejamos capazes de, constantemente, lutar pela vida e a valorizar, que sejamos capazes de sermos generosos com o irmão, que sejamos capazes de sermos movidos pelo amor e, que, esse amor, manifeste em nós em todas as fases da nossa vida.