Aprendendo a arte de interpretar

Postado em 07/12/2016 por Luan Faitanin Volpato.

Com informações de Mariene Carolino e Vanessa Juriato.

Visualizado 505 vezes.


Durante a leitura, descobrimos um mundo novo, cheio de coisas desconhecidas. A leitura é de suma importância, pois é através dela que adquirimos os conhecimentos capazes de nos ajudar no desenvolvimento, na nossa imaginação e na melhora da nossa criatividade. Enriquecemos nossos pensamentos, a forma de falar, escrever e se comunicar. É com a leitura que aprimoramos o nosso vocabulário e a nossa interpretação dos fatos. Aperfeiçoamos conhecimentos e somos capazes de desenvolver assuntos, assumindo posições, raciocínio e tomamos conhecimento de fatos importantes.

 

Partindo deste conceito sobre a importância da leitura, nas aulas de Língua Portuguesa, as professoras Mariene Carolino e Vanessa Juriato trabalharam, com os alunos dos 5º anos, a leitura do livro “História meio ao contrário”, de Ana Maria Machado. Foram desenvolvidas, em sala, atividades de interpretação, releitura da capa, pesquisa sobre a vida da autora, entre outras. Essas atividades, com certeza, foram significativas para a compreensão da história.

 

No entanto, sabemos que o trabalho com a literatura precisa encantar o aluno. E o elemento encantador dessa história foi a apresentação da peça teatral sobre o livro trabalhado. Os alunos se envolveram com as personagens, figurinos e deram um show de interpretação e oralidade.

 

Certamente, a história deste livro ficará marcada na lembrança deles, pois eles não foram somente espectadores no processo de leitura, eles participaram deste processo, interagindo com o autor e vivenciando a história.

 

Para nos ajudar na composição das personagens, tivemos a ajuda da auxiliar de biblioteca da escola, Lucinéia Abreu de Moraes, que também faz teatro e orientou sobre a atuação de cada personagem durante as cenas, tornando nossas aulas na biblioteca um palco de aprendizagens.Seguem os registros fotográficos dessa atividade que tanto encantou nossos pequenos grandes atores.