Engenharia da Computação

Este engenheiro projeta e constrói computadores, periféricos (equipamentos ou acessórios ligados à unidade central de processamento, a CPU, tais como mouse, teclado, câmera, cartão de memória) e sistemas computacionais. Ou seja, seu foco principal é o hardware. O bacharel desta área entende de placas e circuitos e pode criar sistemas digitais, computadorizados e robôs.

Desenvolve produtos para serviços de telecomunicações, como os que fazem a interligação entre redes de telefonia. Em grandes empresas, gerencia e dá assistência a redes de computadores.

Provê sólida formação básica, com o objetivo de capacitar o profissional a lidar com a constante evolução da área de computação. Os alunos adquirem domínio sobre tecnologias consolidadas, ao mesmo tempo em que são capacitados para o uso e o desenvolvimento de tecnologias de ponta. Ainda na Universidade, para colocar em prática o conhecimento adquirido já durante o curso, o aluno tem oportunidade de estágio remunerado nos laboratórios temáticos do Departamento de Informática, todos com forte atuação em pesquisa e parceiros da indústria em áreas de inovação tecnológica.

Diferenciais

Mercado de Trabalho

O engenheiro de computação encontra um vasto leque de ramo bancário, montadoras, empresas de telefonia, indústrias, governo, pequenas, médias e grandes empresas, multinacionais, empresas que prestam serviços de TI.

O setor de Tecnologia da Informação continua crescendo, gerando demanda por profissionais capacitados, entre eles o engenheiro da computação. A maior demanda está na área de big data, em que o bacharel desenvolve algoritmos para analisar a grande quantidade de dados que circula na internet e, assim, ajudar a melhorar o desempenho dos negócios. O desenvolvimento de novos aplicativos para smartphones continua absorvendo uma parte dos graduados.

Empresas dos mais diferentes setores estão investindo cada vez mais na criação e na melhoria esses aplicativos, que se tornaram uma ferramenta de negócios – ou seja, deixaram de ser usados apenas para diversão e agora oferecem serviços aos consumidores.

Nesta área, o engenheiro também é solicitado para criar as plataformas em que esses aplicativos irão funcionar. Trabalhar com sistemas embarcados é outra opção para o graduado. Entre os setores que mais demandam novas tecnologias estão o de serviços em geral, aeronáutico, automobilístico, financeiro e de telecomunicações, com destaque para a telefonia celular.

Tire suas dúvidas com o coordenador do curso
Nome
E-mail
Telefone
Mensagem