III Simpósio de Libras

Postado em 07/06/2016 por Gilliane Correia Wichello.

Com informações de Prof.ª Jaqueline Ramalho Nogueira Santos.

Visualizado 1030 vezes.


O Centro Universitário São Camilo promoveu na última semana, o III Simpósio de LIBRAS para alunos do 5.º período das Licenciaturas.

 

O evento foi coordenado pela Coordenadora dos cursos de História e Letras Prof.ª Jaqueline Ramalho juntamente com os professores Yerecê Regina Medeiros Simões Chiesa, Wanderson Silva Santos e Elivane da Silva Santos.

 

O referido evento foi abrilhantado pela Palestra Técnica Pedagógica da Superintendência Regional de Educação de Cachoeiro de Itapemirim (SRECAC) Irilda Môro Ferreira Leitão, sob o tema: Importância do Olhar Diferencial do Professor em Formação. A professora Telma Novaes proferiu palestra: Os Desafios da Educação de Surdos na Perspectiva do Atendimento Educacional Especializado (AEE) na Escola Inah Werneck e a Intérprete Renata Fim falou sobre: O Papel do Intérprete em Sala de Aula.

 

O Simpósio contou, ainda, com o depoimento do Professor Instrutor e Pedagogo Cláudio Valiati Passabom que relatou sua trajetória de vida acadêmica e profissional ao longo destes anos. E, o aluno Bruno Xavier que também explanou o que acontece na educação básica com o aluno surdo e a questão da familia que se mantém sem conhecimento de LIBRAS.

 

Os futuros profissionais intérpretes do Curso Técnico da Escola Estadual Liceu Muniz Freire participaram do evento com intuito de reduzir a barreira da comunicação entre surdos e ouvintes.

 

No que se refere à formação de futuros profissionais da educação, o Centro Universitário São Camilo vai além! Sai na frente promovendo parcerias para uma efetiva inclusão educacional e social. A sociedade possui poucos esclarecimentos sobre o ser surdo. Sendo assim, para refletirmos melhor sobre a surdez nada mais consistente do que tornar viável e claro a transparência do tema.

 

O evento retratou a trajetória desde a oferta do sistema, do Estado (SEDU/SRECAC) até a ponta que é o desenvolvimento educacional do aluno surdo a fim de que o mesmo ingresse na Universidade. A necessidade da harmonia família / escola para um verdadeiro ajustamento sócio-emocional e o reconhecimento dos sujeitos surdos como seres autônomos e com habilidades e competências.

 

Cremos que temos um caminho longo a ser percorrido, muito mais a que ser feito. A utilidade da LIBRAS é de grande importância, pois trata-se de mais um recurso para o aprendizado de língua que favorece  uma comunicação efetiva entre ouvintes e surdos.

 

O Centro Universitário abriu portas não apenas para as teorias e concepções universais, mas, principalmente, rompe barreiras e torna evidente e relevante a inclusão educacional e social do ser surdo e por este motivo o III Simpósio de Libras foi um sucesso!