Desenho de egresso camiliano vira selo das Olimpíadas

Postado em 08/07/2016 por Gilliane Correia Wichello.

Com informações de Coordenação do curso de Letras/Inglês.

Visualizado 1090 vezes.


Por meio do aplicativo “Meu Rio 2016”, Girlan Quidute, professor de Inglês e egresso de Letras / Inglês do Centro Universitário São Camilo-ES, ficou sabendo do “Concurso cultural de selos postais”, promovido pelo Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos 2016, cujo tema era “pra” lá de convidativo e atraente: “O que mais te inspira no espírito olímpico e paraolímpico”.

 

Sem titubear, Girlan relata que achou interessante o concurso, baixou o aplicativo no celular e enviou o desenho. O que ele não esperava era estar entre os 16 escolhidos. O único capixaba, diga-se de passagem. O resultado é que esses desenhos transformaram-se em selos: “Nossos Selos Rio 2016 – Jogos Olímpicos e Paralímpicos”.

 

Nosso cachoeirense/capixaba conta que o gosto pelo desenho o acompanha desde a infância. Na escola, era destaque entre os colegas quando o assunto era desenhar. Sua modéstia não lhe permite dizer que ele sempre “dava um banho”. Assim, era mais do que esperado que ele seguisse alguma profissão relacionada a essa arte. Mas não foi bem assim. A vida incumbiu-se de levá-lo para a educação, que também está ligada às artes, ainda bem: num processo de interdisciplinaridade, Inglês e Arte “trocam muitas ideias” nas aulas que Girlan ministra no ensino fundamental. Fora isso, ele nos conta que desenha por prazer mesmo. É um doce deleite.    

 

Para a produção de seu desenho, ele conta que, pensando na inclusão - representada por uma cadeira de rodas e uma bicicleta num mesmo desenho - uniu formas geométricas e alguns traços (ou rabiscos, como ele diz) e chegou ao resultado que está aí: o belo e premiado desenho. Além do “kit completo das Olimpíadas”, Girlan recebeu outro prêmio importantíssimo: o reconhecimento de todos.