FAPES e São Camilo a favor da investigação científica

Postado em 11/12/2019 por Stanley Mion .

Visualizado 845 vezes.


O Centro Universitário São Camilo – ES, juntamente com a FAPES – Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo, realizou na tarde de quarta, 04 de dezembro, na Quadra Poliesportiva da Instituição, uma mostra científica com pesquisas de alunos de ensino fundamental e médio das escolas públicas do Espírito Santo, o PICJr - Programa de Iniciação Científica Júnior-Pesquisador do Futuro.

 

A assessora de resultados da FAPES, Rosa Trevas, explicou um pouco sobre o PICJr, destacando a importância desse projeto, onde todos os anos sai um novo edital, que possibilita os alunos de Ensino Médio e Fundamental de escolas públicas desenvolver, despertar o conhecimento e gerar interesse pela investigação científica. “É uma oportunidade que muitos alunos só têm no Ensino Superior ou na Pós-graduação, como o contato direto com a pesquisa, na integração com as Instituições de Ensino. Além de poder frequentar as instituições, visitar os laboratórios, aprender a falar em público, ainda no Ensino Médio, esses alunos já têm a possibilidade de chegarem prontos ao ensino superior, com bastante experiência, com o poder de ampliar o conhecimento e de valorizar a ciência, a tecnologia e a inovação, que é função do Estado. Esses são os nossos pesquisadores do futuro!”, relata a assessora.

 

Antes dos alunos realizarem as apresentações das pesquisas, houve um momento de descontração no auditório Pe. Eugênio Dalla Giácoma que contou com um breve discurso de alguns coordenadores da Instituição, como também da Assessora de Resultado Rosa Trevas, além de sorteios de brindes. Logo após, todos foram convidados à quadra onde deram início às atividades.

 

Um dos vários projetos científicos que foi apresentado nessa feira foi o do grupo do aluno João Vitor de Almeida, do IFES - Instituto Federal do Espírito Santo, que relatou um pouco sobre a sua pesquisa. “Procuramos fazer algo bem aproximado da indústria. Esse projeto nos proporcionou um grande aprendizado, pois participamos da parte estrutural da sua bancada de elaboração. Nós compramos os materiais, montamos, soldamos e cortamos nos laboratórios do Instituto, o que nos proporcionou um ótimo aprendizado e proporcionará, também, para turmas futuras que poderão utilizar nosso projeto e estudar mais sobre o desenvolvimento.”, comenta João Vitor.

 

A São Camilo agradece o empenho e parabeniza os alunos por suas pesquisas e seu comprometimento.