VI Sarau Literário – “Um chá na casa de Ruth Rocha”

Postado em 26/10/2015 por Gilliane Correia Wichello.

Com informações de Prof.ª Vanessa Juriatto.

Visualizado 867 vezes.


No 2º semestre, foi proposto pela professora de Língua Portuguesa dos 6ºs anos, o trabalho com o livro “O Mistério do Caderninho Preto”, da escritora Ruth Rocha. Nesse contexto, foi necessário elaborar uma sequência didática que significasse a literatura em foco. A partir dessa situação inicial, foram planejadas atividades diversificadas que contemplassem o enredo da narrativa e, ao mesmo tempo, envolvessem o leitor/aluno na trama, na busca por um olhar diferenciado sobre uma extensa obra de arte no campo da música, da literatura e da poesia, mas que é atravessada pelos grandes momentos da história de uma vida, de brasileiros que falam do Brasil e seus encontros com a terra, com as pessoas, com a família, com a política e com a literatura, mas, também, com o racismo, com a injustiça social e com a Ditadura.

 

A partir de um sorteio, os alunos foram orientados a representar/encenar, a declamar, a cantar, a dançar, a tocar e a apresentar. No sorteio, foram incluídos personagens que representassem Ruth Rocha, Clarice Lispector, Ana Maria Machado, Machado de Assis, Millôr Fernandes, Olavo Bilac, Vinicius de Moraes, Monteiro Lobato, personagens do Sítio do Picapau Amarelo, Tom Jobim, os protagonistas da história em foco, Maria Emília e Pedro, e os declamadores.

 

 O VI Sarau Literário - “Um chá na casa de Ruth Rocha” contou, também, com a presença das famílias e da equipe pedagógica da escola. No palco, os protagonistas da história iniciaram as apresentações. Logo após, em um ambiente ornamentado exclusivamente para um chá literário com xícaras, pufes, livros... Ruth Rocha, representada por uma aluna, começa a receber convidados como Clarice Lispector, Ana Maria Machado, Machado de Assis, Millôr Fernandes, Olavo Bilac, Vinicius de Moraes, Monteiro Lobato, personagens do Sítio do Picapau Amarelo, Tom Jobim, os protagonistas da história em foco, Maria Emília e Pedro, e os declamadores, também representados, lindamente, por alunos.

 

Ao final das apresentações, a sala de sua casa (Ruth Rocha) está repleta de literários e de literatura. É a imagem de um encontro entre o ler e o prazer! No encerramento, Ruth Rocha agradece a todos por terem contribuído para sua formação como pessoa e como escritora. Os envelopes produzidos em sala, que, também, ornamentaram o Teatro Municipal Rubem Braga, são entregues a todos os alunos.

 

“Sempre tive a preocupação em fazer trabalhos literários de forma significativa e criativa, com o objetivo de envolver o corpo e a alma do aluno no processo de leitura de um livro. Ao ler, sozinha, o livro que será trabalhado, planejo as atividades com esse foco e, por isso, aprendo muito, por me preocupar com o fazer pedagógico. Já é o 6º ano que realizo esse projeto e, a cada ano, ele fica melhor, pois, com certeza, invisto em autoformação e me avalio. Para que o projeto aconteça, sigo um cronograma e o adéquo aos meus planejamentos e, dessa forma, respeito os prazos, firmando meu compromisso profissional. Sinto-me honrada por ser professora de Língua Portuguesa e poder propiciar ao meu aluno um voo além das asas da imaginação, um voo em terra firme, em um palco especial, do teatro, no caso, para que, depois, ele também dê show no palco que se chama VIDA.”, afirmou a professora Vanessa Juriatto, idealizadora do Projeto.