VI Simpósio de LIBRAS debate sobre as políticas públicas na educação dos surdos

Postado em 27/05/2019 por Renata Dias Lopes .

Visualizado 189 vezes.


A LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) é um conjunto de formas gestuais utilizado por deficientes auditivos para a comunicação entre eles e as outras pessoas, sejam elas surdas ou ouvintes. No Brasil, foi por meio da sanção da Lei n° 10.436/2002, que a Libras foi reconhecida como meio legal de comunicação e expressão no país.

 

No entanto, apesar dos avanços já obtidos na educação dos surdos, estes ainda enfrentam barreiras de acessibilidade. Pensando nisso, a São Camilo, sempre preocupada em preparar os acadêmicos de licenciatura para os desafios da educação, proporciona a disciplina de LIBRAS já no início da graduação, entre outras atividades que permitem o contato com a comunidade surda.

 

Portanto, a fim de debater as políticas públicas na educação de surdos e as ações desenvolvidas na região sul do estado do Espírito Santo nessa área, o curso de Letras – Inglês promoveu, na noite da última quinta, 23, o VI Simpósio de LIBRAS, no Auditório Mártires Camilianos.

 

“O que dizer sobre o IV Simpósio de Libras? Em três palavras diria: SUPERAÇÃO, ESPERANÇA e GRATIDÃO. Eu, sinceramente, estou muito emocionada por participar desse evento. Nós, como futuros professores e membros da sociedade em si, precisamos nos envolver cada vez mais com essa causa. Os surdos, assim como qualquer outro deficiente, têm direito a uma educação de qualidade, e o mais encantador é que eles querem fazer parte disso. Esse Simpósio nos trouxe ensinamentos que nos faz entender que não basta somente colocar um professor/cuidador ao lado de um deficiente auditivo apenas para passar algumas horas na sala, é preciso estimular suas habilidades e desempenhar atividades que auxiliem no seu desenvolvimento intelectual, emocional e pessoal. Assistindo à palestra da Prof.ª Rosângela Stafanato e a apresentação dos demais convidados, é possível constatar que isso já está sendo trabalhado em nossa cidade”, relatou Suzane Silva Santana, do 1º período de Educação Física.

 

As palestras, apresentações musicais e os relatos de experiências vivenciadas pela pessoa com surdez e seus familiares emocionou a todos os presentes! Parabéns à coordenação de Letras pela organização do evento. Foi incrível!