Curso de Psicologia promove roda de conversa sobre a inclusão social da Pessoa com Deficiência

Postado em 27/10/2021 por Stanley Mion .

Visualizado 100 vezes.


Dando visibilidade à campanha nacional “Setembro Verde”, o curso de Psicologia do Centro Universitário São Camilo-ES realizou, no dia 29 de setembro, a “Roda de Conversa - A Inclusão Social da Pessoa com Deficiência – Discursos e Vivências”.

 

Setembro tem sido pauta de muitas lutas sociais; “Setembro Amarelo” como mês de Prevenção da Autolesão e do Suicídio; “Setembro Verde” como mês de Conscientização sobre a Doação de Órgãos, sobre o Câncer Gástrico e do Intestino, sobre a Asfixia Perinatal e “Setembro Verde” pela inclusão social da Pessoa com Deficiência.

 

É importante lembrar que o Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência é celebrado nacionalmente no dia 21 de setembro, desde 1982. O dia foi escolhido por sua proximidade com a primavera, por ser também o Dia da Árvore, a fim de assinalar que uma sociedade acessível e inclusiva precisa ser sustentável em todos os aspectos. A cor verde foi escolhida para representar o conceito de florescimento e frutificação dos direitos como processo de consolidação dos mesmos, consistindo em uma estratégia de promoção de uma grande campanha que possa destacar, num contexto maior, cada uma das ações que serão realizadas no período.

 

Historicamente, a Pessoa com Deficiência sempre esteve longe dos espaços de fala e decisão, seja por preconceito, por discriminação ou por estereótipos. Entretanto, é inegável o avanço obtido com a aprovação da ONU sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência. No Brasil, inclusive, a Convenção tem o status de Emenda Constitucional. Em 2015, o Congresso Nacional aprovou a Lei nº 13.146, que institui a Lei Brasileira de Inclusão – LBI (Estatuto da Pessoa com Deficiência). Mas, ainda que tenham avanços, os mesmos não têm se refletido como deveriam em relação à sua efetiva inclusão social.

 

A mesa foi mediada pela Psicóloga e Profa. Bianca Almeida Corrêa Wanis, docente do curso de Psicologia da São Camilo-ES. Cada palestrante falou cerca de vinte minutos e, logo após, participou do debate.

 

Os convidados foram: Fernanda Vinhas - Psicóloga Clínica e egressa do curso de Psicologia da São Camilo-ES, especializanda em Terapia Cognitivo Comportamental na Infância e Adolescência e Educadora Parental em Disciplina Positiva; Kelly Lopes - Pedagoga, Psicanalista, Arteterapeuta, formanda em Neurociências e Educação, atuou com intervenção e estímulo precoce na deficiência visual e múltipla e orientação familiar, teve uma experiência no México com estímulo precoce e palestra para famílias, é voluntária coordenando um grupo de mães da Amaes e um grupo de adolescentes autistas, tem o próprio espaço de atendimento com Psicoeducação Familiar e parceria com as escolas para crianças e adolescentes; Luísa Pitanga - estudante, criadora de conteúdo e Ativista Anticapacitista; Malu Paris - estudante, criadora de conteúdo para pessoas com Deficiência/PCD; Mariani Polonini - Psicóloga, especialista em Saúde Pública, Gestão e Controle Social, graduanda em Pedagogia, pós-graduanda em Análise Aplicada do Comportamento/ABA, Psicóloga da Rede Municipal de Educação, na Equipe Gerência Pedagogia de Ensino.

 

De relevância não só para acadêmicos, como também para toda a sociedade, a temática abordada tem o papel de conscientizar que o assunto deve ser trabalhado durante todo o ano, reforçando a importância da acessibilidade e da inclusão que possibilita dar a todas as pessoas os mesmos direitos e oportunidades.

 

Com todas as turmas do curso de Psicologia presentes de forma ativa e uma média de duzentos e cinquenta participantes, os objetivos do evento foram alcançados na medida em que contribuíram para o debate, ouvindo relatos e construindo conhecimentos e práticas psicológicas atualizadas na área de Psicologia e necessidades educativas especiais, na perspectiva da inclusão.

 

A São Camilo-ES parabeniza a coordenação pela organização e realização do evento e por debater e dar visibilidade à inclusão social da Pessoa com Deficiência.

 

Agradece, também, a participação de todos que contribuíram para o sucesso deste dia.